Tecnologia da Informação
Header

Gati está pronta para a certificação MPS.Br

dezembro 4th, 2013 | Posted by admin in Gestão de Pessoas - (Comentários desativados)

Gati está pronta para a certificação MPS.Br
No mercado brasileiro, marcado por um forte setor prestador de serviços de TI, oferecer aos clientes produtos de qualidade não é mais um diferencial, mas um requisito básico em projetos de software. Para se destacarem, as organizações precisam aliar qualidade ao melhor custo, prazo e produtividade, oferecendo o melhor desempenho aos clientes e aos colaboradores. Por saber disso, e com a certeza de que é preciso apresentar ao público também a maturidade no processo de construção de cada projeto, a Gati aperfeiçoou suas estruturas organizacionais e processos produtivos e está pronta para se tornar a primeira empresa joinvilense certificada com o modelo MPS.Br (Melhoria de Processo de Software Brasileiro), que oficializará as boas práticas utilizadas em sua fábrica de softwares.

Desde o dia 28 de março a Gati está adequada à homologação da certificação nos níveis G e F. Coordenado pela Softex (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro), o selo MPS.Br vem para atestar que as etapas de desenvolvimento de todos os projetos da empresa estão sendo executadas de forma mais sincronizada, planejada e auditada. “As equipes estão cientes de que este é o nosso caminho rumo à excelência”, destaca o diretor de Operações, Dionei Domingos.

Ele percebe que, independente da homologação, as diferenças já são sentidas por todos. “O fato de implementar um processo de desenvolvimento de software é, por si só, nossa principal realização. O desenho do processo nos direcionou, requisitando diversas ações de readequação de estrutura da Gati como fábrica de software”, explica. “Estamos certos de que a conquista desta certificação atestará ao mercado que adotamos as melhores práticas no desenvolvimento de produtos”, acrescenta o diretor Comercial, Tercilio Stedile Jr.

Empresa movida a desafios

A Gati decidiu adequar-se ao modelo MPS.Br por entender que seu processo de desenvolvimento de software teria um salto significativo de produtividade, maturidade e, consequentemente, rentabilidade. “Conquistar o selo MPS.Br representa que somos uma empresa séria e comprometida em oferecer sempre o melhor aos clientes e aos colaboradores”, conta Domingos, destacando que a certificação é um atestado da maturidade da empresa.

Iniciado em março de 2012, o processo de adequação envolveu desde entrevistas e reuniões entre as equipes até uma apresentação do que seriam as melhores práticas para a Gati. “Um workshop selou o fim das atividades, institucionalizando o conhecimento adquirido durante as atividades realizadas nos últimos 12 meses”, lembra Stedile.

Agora, a expectativa da Gati é de que a conquista da certificação MPS.Br represente um nível de execução de processos de modo excelente, com ênfase no desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores. “Esperamos que esse nível de execução e a qualidade em nossas entregas nos levem a projetos de alta complexidade e de inovação, e que sejamos vistos pelo mercado e pelos novos talentos como uma empresa séria e comprometida com a qualidade”, torcem os diretores.

Saiba mais sobre o MPS.Br

O MPS.Br é um movimento para a melhoria da qualidade e um modelo de qualidade de processo. Voltado para a realidade do mercado de pequenas e médias empresas de desenvolvimento de software no Brasil, é coordenado pela Softex e conta com apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, da Finep e do Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Com sete níveis de maturidade — A (Em otimização); B (Gerenciado quantitativamente); C (Definido); D (Largamente definido); E (Parcialmente definido); F (Gerenciado); G (Parcialmente gerenciado) —, o modelo MPS.Br tem como objetivo implantar os princípios de engenharia de software de forma adequada às necessidades de negócio das empresas brasileiras, tornando-as mais organizadas e competitivas. Para isso, são avaliados aspectos como gerência e desenvolvimento de requisitos, avaliação, melhoria e desempenho do processo organizacional, análise e resolução de causas, inovação, garantia de qualidade, gestão de riscos e treinamento.

GATI: De olho no futuro

dezembro 2nd, 2013 | Posted by admin in Gestão de Pessoas - (Comentários desativados)

GATI: De olho no futuroNo dia 28 de junho, a GATI recebeu o selo MPS.Br nível F. Coordenada pela Softex (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro), a certificação vem para atestar que as etapas de desenvolvimento de todos os projetos são executadas de forma mais sincronizada, planejada e auditada. As boas práticas utilizadas na fábrica de softwares GATI já apresentam benefícios aos colaboradores e aos clientes, mas a constante melhoria continua sendo um desafio permanente.

“Penso que a conquista do selo MPS.Br não é uma posição que queríamos alcançar, mas sim um ponto de partida para conseguirmos chegar a um nível excelente”, destaca o gerente de projetos Leonardo Lazarini. Ele lembra que foi emocionante o dia em que a equipe soube que a GATI conseguiu a certificação, mas, ao mesmo tempo, sabe que não pode parar por aí. “O processo de melhoria contínua é obrigatório. Nós precisamos disso e é o que faremos, tendo a excelência como palavra-chave do nosso trabalho”, afirma.

O diretor de Operações Dionei Domingos adianta que a empresa terá um período de 60 dias para maturar tudo o que foi desenvolvido nos últimos dez meses e juntar todas as observações dos colaboradores, de forma a garantir que os processos continuarão sendo otimizados. Um plano de ação imediata, inclusive, é oferecer workshops para os profissionais, a fim de garantir que o MPS.Br evolua na empresa. “Saímos da zona de conforto. Criamos novos padrões, novos métodos e percebemos que sempre temos algo a melhorar. E é por saber disso que continuamos nos dedicando para quem sabe, em breve, alcançar os níveis E e D do modelo MPS.Br”, conta.

Ouça o podcast e saiba mais detalhes da conquista: GATI conquista certificação MPS.Br nível F